Quem tem varizes pode viajar de avião? Leia e descubra!

A chegada das férias é um dos momentos mais esperados do ano, não é? Ou mesmo quem precisa cumprir horas de voo a trabalho, o planejamento da viagem pode gerar certa apreensão por motivos de saúde. Uma das dúvidas que levam a isso é: quem tem varizes pode viajar de avião ou essa é uma prática desaconselhada?
A resposta é sim. Quem tem varizes pode viajar de avião. Entretanto, alguns cuidados — tanto para esse meio de transporte como para qualquer outro — são necessários para garantir que a viagem aconteça sem qualquer tipo de ocorrências negativas.
Mas, afinal, quais são as possíveis causas de problemas durante um voo? Quais cuidados devem ser tomados nesse contexto por quem tem varizes? A seguir, responderemos essas perguntas para que você possa, enfim, curtir as suas férias ou seus compromissos de trabalho com tranquilidade. Boa leitura!

Como as varizes surgem?

As varizes são vistas por muitas pessoas como um problema estético. Porém, a questão vai muito além disso. Essa é uma manifestação clínica de uma doença, conhecida como Doença Venosa Crônica.
Ela é causada por alterações nas veias, caracterizadas pela dilatação da parede venosa, aumentando seu calibre. Isso impede que o movimento de “abre e fecha” das válvulas que controlam o fluxo sanguíneo na região funcione adequadamente, permitindo que o sangue se acumule na parte inferior das pernas.

Qual é a relação entre os voos e as varizes?

As viagens de avião não são a origem do problema. O maior fator de risco é a parada dos movimentos das pernas. Isso vale para qualquer tipo de trajeto, inclusive os feitos em carros e ônibus. Nos indivíduos com varizes, que já estão com o fluxo de sangue nas pernas mais lento, ficar sentado por longos períodos , mais de 4 horas, pode levar a uma trombose venosa profunda, além de agravar os sintomas como inchaço, dor e peso nas pernas.
Por isso, o risco de um agravamento do caso (indo desde o avanço dos sintomas até problemas maiores, como a trombose) é real durante os voos e precisa ser minimizado com as dicas que passaremos a seguir. Continue lendo para saber mais.

Como tornar as viagens mais tranquilas para quem tem varizes?

Agora, mostraremos algumas dicas para que as viagens sejam mais confortáveis para esse grupo de pessoas.
As dicas não substituem a consulta médica ao especialista antes de viajar.

Ande pelos corredores

“Esticar as pernas” é uma ótima medida para prevenir esse problema. A cada hora, pelo menos, dê uma boa caminhada pelos corredores. Notifique a equipe sobre sua necessidade especial para que todos estejam cientes.

Evite ficar parado

Mesmo enquanto estiver sentado, é importante manter o corpo em movimento. Tente trocar a posição das pernas e mover os tornozelos a fim de exercitar as panturrilhas. Isso contribuirá para a melhora da circulação sanguínea.

Evite roupas apertadas

Priorize peças soltas e confortáveis, que não prendam, sob nenhuma hipótese, a sua circulação.
Use meias elásticas
O uso de meias elásticas de média compressão são fator muito importante de prevenção em viagens de longa duração.
As meias atuais são de muito boa qualidade, confortáveis e especiais para viagens.
Compre em casas especializadas com capacidade para medir a circunferência de seu tornozelo e panturrilha. Somente com estas medidas o tamanho da meia estará adequado para você.

Capriche na ingestão de água

Para melhorar ainda mais o fluxo de sangue pelo corpo, é importante manter o balanço hídrico do organismo. Sendo assim, não pare de ingerir água e outras bebidas durante a sua viagem.
Se você tiver problemas na coagulação sanguínea , tiver se submetido a procedimento cirúrgico ou quimioterápico, ou estiver em período gestacional ,antes de viajar, converse com seu médico especialista para a adoção de medidas para o seu caso. Em idosos também é necessário atenção nas viagens para evitar a trombose.
Agora que você já sabe que quem tem varizes pode viajar de avião, não deixe de tomar os cuidados necessários para que sua viagem seja segura e tranquila. Isso envolve, também, o acompanhamento médico e a realização de tratamentos adequados para lidar com esse problema.
Há muita confusão e mitos sobre o tratamento de varizes. Por isso, saber mais sobre esse assunto é algo fundamental. Confira o nosso post especial sobre o tema e tire algumas das dúvidas mais recorrentes.

Assine nossa newsletter!

Quer ficar por dentro das melhores dicas e conteúdos do blog?

Rolar para cima